Entenda o indicador e o sensor de temperatura do seu carro

Como cuidar dos vidros do seu carro
2 de outubro de 2019
ENTENDA O QUE É UM DESENGRIPANTE
16 de outubro de 2019

Conheça alguns cuidados para evitar o superaquecimento do motor

O correto funcionamento do motor gera calor, que deve ser controlado. Essa é a função do radiador. Se as temperaturas ultrapassarem o limite, você terá diversos prejuízos. Por esse motivo, o indicador de temperatura no painel deve estar funcionando corretamente e ser conferido com frequência.

Durante o funcionamento do motor, o atrito das peças e a combustão geram calor. A temperatura ideal de trabalho deve estar entre 90º C e 100º C.

Entenda como funciona o sensor e veja algumas dicas para manter a temperatura do seu carro dentro do adequado.

Sensor de temperatura no carro

O sensor de temperatura é mais uma das peças do sistema de arrefecimento do veículo. Ele tem como função analisar a temperatura do motor e do fluido que fica em circulação durante o seu funcionamento. Esse sensor transmite a informação para o controle eletrônico do veículo, podendo acender uma luz no painel caso atinja a temperatura máxima.

Essa peça é sensível ao calor, e envia ao painel sinais elétricos que demonstram a temperatura em tempo real.

As informações que o sensor de temperatura oferece são essenciais para o bom funcionamento do sistema de injeção eletrônica. Estes dados definem as melhores estratégias de alimentação do motor. Na partida à frio, enriquece a mistura ar/combustível, já com o motor aquecido, envia a quantidade exata de combustível.

Como evitar o superaquecimento

Para evitar o superaquecimento é importante verificar semanalmente o nível do fluido, a concentração e obedecer o prazo recomendado no manual do proprietário. Normalmente, o período de troca do fluido (água + aditivo) varia entre 1 ano ou 30 mil km e 5 anos ou 150 mil km, dependendo da tecnologia do aditivo recomendado (inorgânico, orgânico ou híbrido).

Os aditivos para radiador ajudam a manter a temperatura ideal no sistema de arrefecimento do motor. Eles evitam a corrosão de todo o sistema, aumentam o ponto de ebulição e diminuem o ponto de congelamento da água. Na hora da troca, escolha um bom aditivo, pois ele ainda tem outros benefícios como: lubrificar as peças móveis, evitar cavitação e o ressecamento das mangueiras, entre outros.

Os proprietários dos veículos também devem ficar atentos para a existência de vazamentos na mangueira que circula o fluido em todo sistema de arrefecimento. Isso pode reduzir o volume, tornando-o insuficiente para garantir a temperatura ideal de trabalho.

A quantidade correta de fluido (água + aditivo) é também responsável por permitir o perfeito funcionamento da válvula termostática, que controla a passagem do bloco para o radiador. Se ela estiver com problemas, poderá causar superaquecimento e até fundir o motor.

Quando você estiver dirigindo e a luz da temperatura do painel acender, estacione imediatamente e espere o sistema esfriar. Assim que possível, com o reservatório já frio, verifique o nível do fluido, se possível, complete com água e vá à oficina mais próxima.

Quer saber mais sobre o cuidado com carros? Veja mais dicas em nosso blog e encontre todos os produtos para o seu veículo na loja da Promax Bardahl!

Arrefecimento Bardahl