fbpx

O diesel melhorou, mas as bactérias ficaram mais resistentes

Seu carro apresenta vazamento e “fumaça” excessiva?
30 de outubro de 2019
Saiba como escolher o óleo lubrificante correto
Você tem dúvidas sobre qual lubrificante comprar?
13 de novembro de 2019
O diesel melhorou, mas as bactérias ficaram mais resistentes

Saiba mais sobre o novo diesel

O que é Diesel?

O óleo diesel é um combustível derivado do petróleo, constituído basicamente por átomos de carbono, hidrogênio e baixas concentrações de enxofre, nitrogênio e oxigênio.

O antigo diesel, com alto teor de enxofre, tinha maior poder de lubrificação, característica essencial para a durabilidade das agulhas dos injetores.

O novo diesel (S10 B11) tem menos teor de enxofre e mais biodiesel (óleo vegetal ou gordura animal). É menos poluente, porém mais suscetível à ação das bactérias.

A adição de biodiesel é capaz de acelerar o processo de degradação do óleo diesel quando aliado à água, situação que ocorre com facilidade devido à característica higroscópica do diesel. Daí o B11 ser mais sensível à ação das bactérias e à formação de borra (biofilme).

Saiba quais são os problemas potencializados pelo novo diesel

  • Durabilidade menor do combustível (menor quantidade de enxofre, que fazia a função bactericida);

  • Obstrução dos bicos injetores (resíduos provocados pelas bactérias e carbonização);

  • Desgaste nas agulhas dos injetores (baixa lubricidade);

  • Entupimento do filtro de combustível (resíduos provocados pelas bactérias);

  • Formação de borra (formação do biofilme e oxidação do combustível);

  • Corrosão do sistema de injeção (presença da água).

 

Problemas mais frequentes

  • Formação de ferrugem por causa da água presente no S10.

A água pode contaminar o combustível por inclusão direta (por exemplo, respiro do tanque), condensação ou precipitação. Entre as consequências negativas da presença da água estão o prejuízo da função até a falha total do sistema de injeção (bomba injetora/ common rail) por corrosão e até desgastes na agulha de injeção.

 

  • Obstrução dos injetores

Testes comprovaram que glicerídeos e carbonato de sódio (Na2C03) estão presentes no biofilme, principalmente em situações em que a qualidade do biodiesel é duvidosa. O biofilme gera resíduos na agulha do injetor e, ao ser queimado, também no ponto do injetor.

 

  • Formação de borra em decorrência da oxidação do diesel

A durabilidade do diesel, que era aproximadamente de 60 dias, diminuiu para 30 dias. Por isso, os problemas com a borra podem ser encontrados em toda a cadeia, da armazenagem ao equipamento.

Benefícios e resultados do Bardahl Agroprotetivo D-600

  • Elimina os resíduos de carbono formados nos injetores. Resultado: mantém o padrão ideal de spray do combustível.

  • Contém agentes antioxidantes. Resultado: capazes de aumentar a vida útil do combustível, permitindo, assim, seu armazenamento por até 6 meses.

  • Protege contra a corrosão todas as peças do sistema de alimentação: tanque, tubulações, bomba injetora, válvulas, anéis e dutos, atuando tanto na fase líquida quanto na fase vapor. Resultado: maior vida útil dos componentes com isso menor parada para manutenção e troca de componentes.

  • Controla a formação de espuma durante o abastecimento. Resultado: permite um abastecimento mais rápido e o aproveitamento de toda capacidade do tanque.

  • Bloqueia a formação de emulsão entre água e diesel. Resultado: facilita a separação da água que é absorvida pelo combustível diesel pela umidade.

  • Ação Bactericida e Fungicida. Resultado: evita a formação e desenvolvimento de bactérias, evitando assim entupimentos de filtros e danos nos elementos do sistema de injeção.

 

É extremamente econômico. Basta uma pequena quantidade para proporcionar benefícios que protegem o equipamento e promovem perceptível economia de combustível.

BARDAHL AGROPROTETIVO D-600 é recomendado para veículos e máquinas que ficam parados por períodos acima de um mês, como máquinas agrícolas, equipamentos de terraplenagem, entre outros. Indicado também para geradores usados ocasionalmente na falta de energia elétrica, e para tanques e reservatórios subterrâneos, quando inativos.